23 anos  de mercado

Áreas de Atuação

  • Abastecimento Público
  • Automotivo.
  • Bebidas e Alimentos.
  • Educacional.
  • Mineração e Siderurgia.
  • Químico e Petroquímico.
  • Papel e Celulose.
  • Sucoalcooleiro.
  • Téxtil;
  • Dentre outras.

Acessar Web Mail

Clique no botão para abrir o E-mail Geraltec 

SPDA

A GERAL-TEC desenvolveu uma especialidade na área de Proteção contra Descargas Atmosféricas, atuando desde às fases de estudo, laudo e projeto, até a execução e manutenção do sistema. Atuamos tanto com proteção contra impactos indiretos (MPS) quanto proteção contra impactos diretos (SPDA – Para-raios), seja com sistemas tradicionais ou sistema moderno de proteção.

MÉTODO DO ÂNGULO DE PROTEÇÃO - PARA-RAIOS FRANKLIN

O para-raios Franklin nasceu em 1752 com as descobertas de Benjamin Franklin nos EUA, sendo a origem do método de proteção atual: o método do ângulo de proteção.

Um SPDA baseado no método do ângulo de proteção consiste em instalar um para-raios Franklin acima de um mastro, cujo ângulo de proteção é determinado em função do nível de proteção (I, II, III e IV) e da altura do captor, formando um cone de proteção e definindo o volume de proteção. O restante da instalação é composto por condutores de descida e aterramentos, junto com as devidas equipotencializações.

Este método é utilizado principalmente na proteção de pequenas infraestruturas, e inviável na proteção de superfícies maiores devido ao seu ângulo de proteção limitado.

MÉTODO DAS MALHAS - GAIOLA DE FARADAY

A teoria de Michael Faraday (1836) onde o campo magnético dentro de uma gaiola condutora é nulo foi desviado do seu objetivo principal e adaptado para obter o método de proteção atual: o método das malhas.

Um SPDA baseado no método das malhas consiste em instalar um sistema de captores formado por condutores metálicos horizontais interligados em forma de malhas, a serem dimensionadas em função do nível de proteção (I, II, III e IV). Tradicionalmente, são adicionados terminais aéreos nas interligações e cantos, aumentando a probabilidade impacto nesses pontos. O restante da instalação é composto por um número variável de condutores de descida, definido em função do nível de proteção, de aterramentos, junto com as devidas equipotencializações.

MÉTODO DA ESFERA-ROLANTE - ELETROGEOMETRICO

Inicialmente desenvolvido por Ralph Lee (1978) pela proteção de grandes redes elétricas, este método mais recente consiste em fazer rolar por toda a estrutura uma esfera fictícia cujo raio é definido em função do nível de proteção (I, II, III e IV). Os locais em contato com a esfera são considerados como os mais expostos ao raio e devem ser protegidos por um sistema de captação tais como captores ou condutores metálicos.

MÉTODO IONIZANTE - PARA-RAIOS COM DISPOSITIVO DE IONIZAÇÃO

A tecnologia de Para-Raios com Dispositivo de Ionização (PDI), também conhecido como Para-Raios Ionizante ou EarlyStreamerEmission Air Terminal (ESEAT) em inglês, nasceu na França com o desenvolvimento e a fabricação do para-raios Prevectron® pela fabricante Indelec a partir de 1986, logo após a proibição do para-raios radioativo em 1984, fazendo da Indelec uma empresa pioneira nessa área. Similar ao sistema de para-raios Franklin, o Para-Raios com Dispositivo de Ionização possui um maior raio de proteção, graças à sua antecipação da descarga, proporcionando desta forma uma proteção ideal para grandes estruturas e áreas abertas, e consequentemente, o melhor custo-benefício do mercado.

A GERAL-TEC é integrador da Indelec no estado da Bahia. 




Exemplos